Prefeitura de Igarapava fecha contas de 2018 com saldo orçamentário positivo de mais de um milhão de reais

Gestão do Prefeito José Ricardo conta com consultoria contábil e jurídica do Grupo Confiatta

A Prefeitura de Igarapava, Município localizado a cerca de 440 quilômetros da capital paulista, na gestão do Prefeito José Ricardo, fechou o ano de 2018 com superávit, ou seja, saldo orçamentário positivo de mais de um milhão de reais, especificamente no valor de R$1.446.805,82. O Poder Executivo igarapavense conta com o suporte da Consultoria Contábil e Jurídica do Grupo Confiatta que, ao longo de um ano, acompanha e orienta as equipes de servidores públicos, como pontua o Diretor Executivo Grupo Confiatta, Dr. Julio Machado: “Precisamos comemorar os excelentes resultados do trabalho desenvolvido em conjunto à Prefeitura de Igarapava, obtidos em meio a uma época de crise financeira e política. Nossa próxima missão é a concretização da aprovação das contas junto ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) – vale ressaltar que a última vez que este fato ocorreu foi no ano de 2010. Estamos confiantes de que este trabalho em equipe está caminhando para mais resultados positivos, refletindo diretamente para a população e para a administração responsável da máquina púbica”, afirma. Continue lendo…

Contas anuais de 2016 da Prefeitura de Águas de São Pedro recebem Parecer Favorável do Tribunal de Contas

Após um período extenso de elaboração da defesa prévia de autoria do corpo técnico jurídico e contábil do Grupo Confiatta, o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), emitiu Parecer Favorável à aprovação das contas do exercício de 2016 da Prefeitura de Águas de São Pedro, representada no período pelo ex-Prefeito Paulo César Borges. Após a apresentação da referida defesa prévia, o processo tramitou por órgãos técnicos opinativos da Corte de Contas, como a Assessoria Técnica Jurídica (ATJ), bem como o Ministério Público de Contas, que se pronunciaram, por unanimidade, pela emissão do Parecer Favorável. As contas foram julgadas em Sessão Ordinária da 1ª Câmara do Tribunal de Contas, por meio da leitura do voto do relator Edgar Camargo Rodrigues, nesta terça-feira, 24/07.

Continue lendo…