Publicada em: 01/07/2020

Dra. Mariana representa Prefeitura de Salto de Pirapora em Sustentação Oral no TCE/SP !

Na tarde de hoje, 1º de julho, o Grupo Confiatta, por meio da advogada, Dra. Mariana Bim Sanches Varanda, representou a Prefeitura Municipal de Salto de Pirapora, na 16ª Sessão da Primeira Câmara do E. Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, mediante sustentação oral.

 

Tratou-se da análise das Contas Anuais, referentes ao exercício financeiro de 2018, do citado Executivo Municipal, no âmbito das quais, apesar do contexto extremamente positivo em relação a todos os demais aspectos da gestão, tiveram como único entrave à sua aprovação o advento de uma glosa de exclusão na aplicação dos recursos do ensino, redundando a diminuição de seu percentual a ponto de não atingir o mínimo previsto pelo art. 212, da Constituição Federal, por entender a Fiscalização, e compactuarem os órgãos técnicos e opinativos daquela E. Corte, ter se tratado de valores repassados ao Instituto Próprio de Previdência do Município para cobertura de déficit atuarial.

 

A sustentação oral teve como principal finalidade repisar importantes pontos aventados em manifestação complementar apresentada, e documentos os conjuntamente.

 

Foram articulados, assim, argumentos a respeito da origem e efetiva finalidade de referidos repasses que originaram a glosa, demonstrando-se, acima de tudo, que jamais se configuraram de repasses para cobertura de déficit atuarial, mas sim de alterações na forma de recolhimento da contribuição patronal, necessárias a fim de adaptar-se o Município às mais recentes alterações de entendimento no que tange à composição da Receita Corrente Líquida Municipal, procedida pelo próprio Tribunal de Contas.

 

Por fim, fora trazido à baila decisão no mesmo sentido do pleito de reversão da glosa, tida no âmbito do julgamento das Contas do Governador referentes ao próprio ano de 2018, sopesado que o Comunicado SDG, por meio do qual fora levada ao conhecimento dos jurisdicionados os efeitos dessa nova interpretação, somente foi editado em meados de 2019, após o encerramento do exercício, bem como ao final invocado, tendo em vista a absoluta boa-fé e todo o contexto de extrema regularidade dos demais aspectos de análise das Contas, a aplicação do princípio do primado da realidade, pugnando-se ao final pela emissão de parecer favorável.

 

Como resultado, ato contínuo à articulação da sustentação oral, o expediente TC 4475/989/18 foi retirado de pauta para uma análise mais aprofundada, pela Relatora, Dr. Cristina de Castro Moraes.

 

Assista abaixo, na íntegra, a sustentação oral:

 

ÚLTIMAS DO BLOG

Novo Marco Legal do Saneamento Básico e a cobrança de taxas e tarifas pelos serviços de resíduos sólidos
A Lei nº 14.026/2020, do Novo Marco Legal do Saneamento Básico, trouxe mudanças significativas e uma delas é a cobrança de taxas ou tarifas relativ...
Publicada em: 01/07/2020
VER MAIS
Licenciamento Ambiental Simplificado no Novo Marco Legal do Saneamento Básico
Nesta semana, nosso conteúdo semanal abordará algumas questões relacionadas ao licenciamento ambiental no Novo Marco Legal do Saneamento Básico, trazido...
Publicada em: 01/07/2020
VER MAIS
A análise do impacto regulatório no novo Marco Legal do Saneamento Básico (Lei 14.026/2020)
Seguindo as reflexões semanais que fazemos em nossa coluna, a respeito das alterações promovidas pela Lei 14.026/2020 que instituiu o Novo Marco Legal do Sanea...
Publicada em: 01/07/2020
VER MAIS

EM QUE
PODEMOS
AJUDAR?

Escritório

Rua Caracas, 886
Jardim América - Sorocaba/SP
CEP: 18046-718


Telefone:

+55 (15) 3233-8395


E-mail:

contato@confiatta.com.br

Entre em contato conosco, preencha nosso formulário de contato.

Grupo Confiatta® 2020. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: